Artigos . Exame sem picada

01/01/2019

Publicado na renomada revista Nature, cientistas da Escola de Medicina da Universidade Emory, nos Estados Unidos, apresentaram os resultados de um aplicativo de celular que promete o fim das agulhas no diagnóstico da anemia. Por meio de fotografia das unhas, é possível identificar como estão os níveis de hemoglobina no sangue. A hemoglobina mede um dos distúrbio do sangue mais comum do mundo. Calcula-se que de 25% a 33% da população mundial tenham o problema, que consiste no baixo nível de glóbulos vermelhos no sangue. Para diagnosticar a anemia, é preciso fazer um hemograma, o que envolve uma operação laboratorial e, por consequência, custos e materiais.
A estimativa dos pesquisadores é que o aplicativo esteja disponível para download público até o fim do primeiro semestre de 2019. O estudo de doutorado do engenheiro biomédico Rob Mannino com seu próprio problema foi que resultou no método. Como Mannino é portador de uma doença hereditária no sangue, ele requer transfusões de sangue mensais, o que é pré-determinado por um hemograma. Mas com o próprio aplicativo, ele poderá realizar exames constantes sem nenhum tipo de método invasivo,  facilitando assim o autocontrole do paciente com anemia crônica. 
O que foi feito. A partir de fotos das próprias mãos, antes e depois das transfusões, quando seus níveis de hemoglobina estavam mudando, foi possível acompanhar a concentração dela no sangue. E isso permitiu refinar constantemente e ajustar a tecnologia em si mesmo de uma maneira muito eficiente. Com isto independente e sua precisão este aplicativo está no mesmo nível dos testes disponíveis no momento. E melhor, sem a necessidade de uma amostra de sangue. Sendo assim o monitoramento do distúrbio pode ser constante, dando ao paciente a possibilidade de identificar os momentos em que precisa recorrer aos médicos para ajustar terapias ou mesmo receber transfusões sanguíneas, sem o incômodo da picada. Há expectativa também de que o sistema possa ser utilizado em comunidades sem acesso a laboratórios de análises clínicas, sobretudo em países em desenvolvimento.
O local escolhido para as fotos é o ideal, porque a pele sob as unhas não contém melanina, o pigmento natural que varia de pessoa para pessoa. Então, as fotografias conseguem captar uma tonalidade padrão. E a precisão, portanto, é consistente independentemente do tom de pele do usuário. Segundo os desenvolvedores, uma única imagem de celular pode dar uma precisão de até 97% de certeza.

?FITNESS CLUB
Login
Horário de Atendimento Segunda à Quinta Das 7hs às 21:30hs Sexta Das 7hs às 21:00hs Sábado Das 9hs às 12:00hs
Onde estamos
Av. Independência, 700 sala 108, Campo Bom/RS

(51) 3597-4510