Artigos . Quebrou!

03/12/2018

Pouco tempo após começar a prova e aquela sensação de dor nas articulações começa a acometer o corpo, o coração bate mais forte que de costume, o suor parece ser uma cascata e assim a concentração se vai. E diante destas circunstância na maioria das vezes os esportistas culpam o treinamento. E chamam isto de “quebrar”. Referindo-se a perda de rendimento que pode ser acarretada por razões físicas e também psicológicas, comprometendo todo o planejamento e com certeza o resultado da competição.

Os sintomas que citei acima são alguns que demonstram que um grande deslize ocorreu na hora da prova, alimentação ou hidratação, mas não propriamente no treino. A “quebra” pode acontecer com qualquer um, mas raramente ocorrerá com quem treinou adequadamente. O principal fator da perda de desempenho é executar coisas que não foram treinadas. Como: Aumentar a velocidade para diminuir o tempo, por exemplo, pode parecer uma boa ideia no início, mas quando o final do percurso se aproxima, o corpo começa a cobrar a energia que foi consumida em excesso lá no começo. Outro fator que costuma atrapalhar a performance é a ingestão de alimentos, bebidas ou suplementos que o corpo não está habituado. E ainda para relaxar o músculo, muitos decidem fazer uma massagem profunda dias que antecedem um grande evento. Acontece que essa tensão colocada na musculatura pode causar desconforto nos primeiros dias, comprometendo o resultado.

Ainda muitos praticantes para aguentar o esforço produzido pelo corpo, entendem que a hidratar é fundamental, mas nem sempre ela é feita da forma adequada. Muitos bebem líquidos demais na linha de largada, causando com isto um desconforto desnecessário. A hidratação é algo que tem que ser feita diariamente, sempre acompanhada da ingestão de vitaminas e sais minerais presente na comida e isotônicos, mas isto tem que ser também regulado durante os treinos. Gel de carboidrato, isotônicos são itens básicos no “coquetel” de preparação para provas de grande distância. Mas tem que ser habituais.

E um detalhe fundamental. Montar um calendário com as principais provas, para que não haja excessos e com isto uma imunossupressão no organismo.  A sequência de provas e treinamentos pode ocasionar a baixa da imunidade, facilitando assim entrada de alguns vírus ou possibilidade de lesões crônicas. Mas o ideal sempre e ter um treinador com conhecimento e que faça uso de todas as tecnologias que o mercado oferece, além de testes para medir todos os marcadores físicos.

?FITNESS CLUB
Login
Hor醨io de Atendimento Segunda ?Quinta Das 7hs 鄐 21:30hs Sexta Das 7hs 鄐 21:00hs Sabado Das 9hs 鄐 12:00hs
Onde estamos
Av. Independ阯cia, 700 sala 108, Campo Bom/RS

(51) 3597-4510